Era ele...

by - terça-feira, abril 25, 2017

 
   Era ele! Eu sabia desde o momento em que me deparei com ele, em que nossos olhares se cruzaram. A partir daquele momento algo mudou em mim, nada mais fazia sentido, e todos os meus pensamentos estavam nele, aquele carinha que esbarrou em mim, em uma sexta a noite.
   Nao sabia seu nome, nem onde morava. Sem entender como uma pessoa em que eu nao conhecia podia dominar totalmente meus pensamentos e sentimentos, chamei minhas amigas para irem novamente aquele lugar comigo. Nao era nenhum lugar em especial, era um barzinho rústico na esquina da rua da Adeline, (uma amiga de infância) costumavamos ir todo, ou quase todo, final de semana pra lá, sentávamos, comíamos algo, conversámos, já éramos vipsm tinhamos uma mesa em especial e durante todo esse tempo nunca o vi por lá, e naquela noite em que chamei minhas amigas ele nao apareceu, e tentei ( juro que tentei) esquece-lo e seguir em frente.
   Enfim, chegou a segunda-feira e era dia de ir para a faculdade, nao tive muito ânimo para me arrumar muito, estava de calça jeans e uma blusa de seda preta de alcinha, e uma sapatilha preta com a ponta dourada. O cabelo estava solto e uma maquiagem básica, só pra disfarçar as olheiras de uma noite mal dormida e a cara de sono. Quando entrei na sala, as 08:10 hrs da manha, lá estava ele, e quando nossos olhares se cruzaram o sentimento foi expresso pelo sorriso.
   Não consegui prestar atenção em nenhuma das aulas que tive naquela manha, e finalmente chegou ao fim da aula. Minhas amigas foram logo me puxando para irmos almoçar, e como sou desastrada de natureza, derrubei meu estojo no chão e saiu canetas voando pra tudo quanto era lado, e adivinha quem me ajudou a juntar todas elas?! Sim! ELE!
   Adeline, Jussara e Bruna (minhas amigas), logo se tocaram e disseram muito rapido que iriam me esperar no restaurante ao lado da faculdade. E foi naquele instante em que descobri seu nome, seu numero de telefone e seu endereço. Tá, mentirinha, nao é pra tanto. Ele me disse o nome dele, que era Diego, e contou que tinha acabado de se mudar, e se eu podia tirar fotos da matéria e mandar pra ele pelo whatsapp, pois as provas estavam chegando. E foi assim que tudo começou...
   Começamos a conversar com frequência no whatsapp, sentávamos próximos em todas as aulas, e ele e uns amigos chegaram a ir naquele mesmo barzinho comigo e minhas amigas, ficamos algumas vezes, e minhas amigas sempre falando pra eu não me iludir, que não queriam me ver sofrendo e todo aquele blá blá blá. 
   Mas foi em um dia de Julho, nas ferias da faculdade, ele tinha me dito que iria viajar, e já estávamos um tempo sem nos ver, falavámos muito raramente pelo whatsapp, mas nada de mais, até que como de praxe eu e minhas amigas fomos ao barzinho, não tinha me arrumado muito naquele dia, coloquei um short jeans escuro de cintura alta, um top croped listrado preto e branco, um tênis branco, com os cabelos soltos e com cachos e uma maquiagem olho nada, boca tudo. 
   Estava tudo como sempre, sentamos, comemos e conversamos, ate que eu o vi, com um buquê de rosas vermelhas, vindo até mim, e fazendo uma declaração linda e me pedindo em namoro. Não tinha noção que iria dar nisso, mas algo lá no fundinho me dizia que era ele que iria cuidar de mim, e me fazer a mulher mais feliz do mundo.

You May Also Like

0 comentários

Comente aqui =)